Tema foi apresentado pela diretora de Criação e Conceito na MW Arquitetura, Moema Wertheimer, e pela CEO de Qualidade Corporativa Smart Workplaces e Neuroarq Academy, Priscilla Benke

O Congresso Brasileiro de Facility Management, Property & Workplace 2020 apresentou novas tendências em Workplace. O tema foi debatido em um painel no primeiro dia do evento, nesta terça-feira, 06 de outubro.

Na ocasião, o assunto foi apresentado pela diretora de Criação e Conceito na MW Arquitetura, Moema Wertheimer, e pela CEO de Qualidade Corporativa Smart Workplaces e Neuroarq Academy, Priscilla Benke. O bate-papo foi moderado pela sócia proprietária da Universo Facilities, Terezinha Santos.

Priscilla Benke apresentou conceitos da neurociência aplicados à arquitetura. Para introduzir o assunto, a palestrante trouxe a frase “não é somente sobre mudar as pessoas, é sobre mudar os ambientes e também impactar na mudança das pessoas”.

“A gente pode sim usar o ambiente físico para ajudar uma pessoa a se sentir melhor e prosperar nesse momento de retomada. Essa frase reforça a importância de quanto os ambientes podem contribuir para funcionários mais produtivos”, afirmou Priscilla.

Contudo, os estudos de neurociência aplicados à arquitetura, segundo Priscilla, são muito complexos. Assim, é necessário que as empresas contem com um time multidisciplinar para desenvolver uma estratégia que resulte em colaboradores felizes no ambiente do trabalho. Assim, a prática “vai muito além de colocar uma plantinha no escritório”.

“No design biofílico [amor à natureza], não basta colocar algumas plantas no ambiente de trabalho. Há todo um trabalho que envolve a biofilia que é pensar na natureza como ela é e como é possível representá-la em nosso ambiente de trabalho. Nossa maior representação da natureza são as plantas, mas vocês mostraram aqui que existem outras possibilidades”, considerou a moderadora Terezinha.

Complementando o tema, Moema afirmou que é preciso engajar as pessoas para que elas se envolvam nesse processo de recriar um ambiente de trabalho. O caminho, segundo a palestrante, é cocriar soluções com multidisciplinaridade, levando em consideração as diferentes culturas de pessoas e empresas, considerando também as particularidades de cada setor.

“Quando a gente vai pensar em um novo espaço para uma empresa, a gente tenta conciliar todas as variáveis para encontrar um ambiente que permita que as pessoas saiam de lá se sentindo melhor do que quando chegaram”, afirmou.

Moema também trouxe um case da Tishman Speyer. Neste trabalho, foram criados espaços de trabalho que trazem uma sensação de que os colaboradores estão em casa, passando também a sensação de segurança em meio à pandemia de Covid-19.

Na visão das participantes, compartilhar todos esses conceitos foi essencial, sobretudo em meio à pandemia de Covid-19, que provocou diversas mudanças abruptas mediante o isolamento social.

Priscilla afirmou que a realização de eventos para trazer discussões sobre os assuntos é fundamental, principalmente, nesse momento. Por conta da pandemia, o congresso está sendo realizado em um modelo híbrido de transmissão, ao vivo, totalmente online.

“A questão de ser em formato híbrido ou não é uma realidade. Que bom que os eventos estão conseguindo se adaptar. Inclusive, entendo que a partir dessas experiências que estamos tendo hoje, provavelmente terá impacto na realização dos eventos. É uma adaptação, que bom que existe a possibilidade de fazer neste formato para que as discussões permaneçam durante o período de isolamento social. É extremamente importante ter eventos como esse. Foi um prazer estar com vocês”, disse Priscilla.

Por Comunicação ABRAFC

 

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Associe-se
Área de Associado