fbpx
Publicado em 23 de março de 2017

Veja algumas boas práticas que podem contribuir para a gestão do setor

O mercado de gestão de facilities, em 2018, tem como expectativa alcançar a marca global de 1,3 trilhão de dólares. Porém, o que tem sido tendência para ampliar esse crescimento que avança a cada ano? 

Confira, a seguir, algumas tendências que estão movimentando o mercado pelo mundo e serve como boas práticas na gestão de facilities

De acordo com pesquisas, o setor de serviços terceirizados globais projeta crescimento de 9% por ano até 2018. Apesar do momento econômico do país, os serviços terceirizados estão em alta. Entretanto, as empresas precisam se manter conscientes que otimizar serviços, buscando cortar custos e ampliar a produtividade, é de suma importância para manter a satisfação dos clientes e o crescimento do setor de forma saudável. 

Veja 4 tendências da gestão de facilities que estão em alta nos últimos anos: 

Desenvolvimento econômico e regulado 

As pressões econômicas dos requisitos reguladores aliadas ao aumento da concorrência estão forçando as empresas a avaliar como elas fazem negócios. Os controles mais rígidos e as regras mais exigentes estão fazendo as empresas irem à procura de parceiros que podem oferecer e gerenciar serviços em suas instalações, além de assumir o risco associado.

As empresas clientes procuram parceiros que: ajudem a proteger o investimento que fizeram no local; assumam a responsabilidade pelos Facility Services e, portanto, minimizem as interrupções em seu core business; forneçam um valor agregado por meio de novas iniciativas.

O aumento da demanda por outsourcing e integração de FM

A terceirização de Facility Services tem aumentado significativamente desde 2000 devido, principalmente, aos mercados emergentes da Ásia-Pacífico. Embora esses mercados serem menores do que na América do Norte e Europa Ocidental, a sua penetração está tendo uma rápida ascensão.

O crescimento da terceirização está associado a um aumento da procura de Integrated Facility Management (IFM). Neste contexto, espera-se que o mercado IFM tenha um crescimento anual de 6–8%, atingindo 1.3 bilhão de dólares em 2018.

A taxa de outsourcing e a demanda por soluções integradas de serviços seguem uma tendência similar: em mercados maduros onde há uma maior presença de outsourcing, a demanda por Integrated Facility Management é geralmente maior e vai crescer mais, enquanto nos mercados emergentes ela é reversa. No entanto, no final de 2020, é previsto que na China, a cultura de outsourcing, progrida ao ponto de aceitar soluções de FM modernas, o que pode impulsionar um enorme crescimento no mercado de Facility Services.

Contratos internacionais aumentaram

O número de contratos internacionais está crescendo e com receitas anuais de 800 milhões de dólares. De acordo com diversos estudos, os principais motivos são:

  • Pressão das empresas para reduzir custos;
  • A demanda por simplificação e padronização dos serviços;
  • Preocupações na organização: desempenho e retenção de funcionários;
  • Descoberta de talentos.

Demanda do mercado para serviços com princípios acrescentados

Atualmente, os clientes exigem que os prestadores de gestão de facilities tenham uma profunda compreensão do objetivo corporativo e da concorrência para atender às necessidades específicas da empresa. Essas necessidades são representadas em:

  • Social: A preocupação com tudo que representa a empresa, passando pelos clientes, funcionários e a comunidade ao redor;
  • Ambiental: Exercer sua responsabilidade com o meio ambiente, com ênfase na sustentabilidade;
  • Econômica: Assegurar um valor para os acionistas de hoje e no futuro.

É esperado dos gestores de facilities que cumpram com os regulamentos internos e externos, com estabilidade econômica, assumam a responsabilidade e cubram o risco de inadimplência.

Com informações: ServiceFutures, Exame.

Compartilhe nas redes sociais
18 jul 2022

Porque a implementação do PMOC pode favorecer o Facilities Management e a sustentabilidade

A Lei no 13.589, de 4 de janeiro de 20181, determina que todas as edificações de uso público e coletivo, que apresentam ambientes de ar interior climatizado, devem dispor do chamado Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) para os seus sistemas de climatização, a fim de eliminar ou minimizar riscos potenciais à saúde dos indivíduos.

Compartilhe nas redes sociais
25 jun 2019

Tecnologia e modelo de gestão em condomínios comerciais

O artigo trata do uso de tecnologias em condomínios comerciais associado a um modelo de gestão, tendo a prospectiva estratégica como uma ferramenta de auxílio na construção de cenários desejáveis ao empreendimento, devido as mudanças no ambiente dos negócios, que vão em direção da digitalização.

Compartilhe nas redes sociais