fbpx

Coquetel celebrou a conquista da CBO 

Tem sido uma intensa jornada. Há quase duas décadas os profissionais do FM, property e workplace vêm trabalhando duro para consolidar o segmento no mercado brasileiro e dar à profissão o seu devido reconhecimento.

Desde 2018, no entanto, os esforços se intensificaram em prol da classificação da atividade no rol das profissões. Infindáveis reuniões, cumprimento à burocracia e participação ativa de um grupo de especialistas, que, debruçados sobre o tema,auxiliaram a FIPE (Fundação Instituto de Pesquisa Econômicas) da Universidade de São Paulo (USP) e o Ministério do Trabalho na tarefa de classificar a ocupação oficialmente na conquista da CBO (Classificação Brasileira de Ocupações).

Com isto, os profissionais da área passam a ser reconhecidos e amparados na lei para o exercício de suas atividades. Mais importante ainda, terão a oportunidade de mostrar ao mercado a posição estratégica da função para o core business dos mais diversos segmentos da economia.

Noite de celebração

Tamanha conquista merecia celebração. E ela foi especial! Em um coquetel realizado na sede da associada AKMX, na capital paulista, os convidados puderam comemorar mais este importante passo para a área.

Diversos convidados, representantes de áreas ligadas ao FM, além de associados, diretoria, conselheiros e ex-presidentes da ABRAFAC, se confraternizaram e brindaram ao tão esperado reconhecimento da profissão.

Nas palavras da presidente Irimar Palombo, “graças ao empenho da ABRAFAC, com o apoio incondicional da CEBRASSE e participação efetiva dos associados foi possível sensibilizar as autoridades sobre o pleito dos profissionais da área e protocolar o pedido para o reconhecimento da profissão”.

Irimar enfatizou ainda, que todos os esforços a partir de agora serão recompensados com as garantias trabalhistas e de remuneração, além da valorização dos profissionais e conscientização por parte do mercado sobre as contratações e capacitação da mão de obra da área para os avanços em todo o mercado. 

“A união e o engajamento dos profissionais do setor proporcionarão resultados para a sociedade como um todo também, confirmando a vocação da área em interagir com os mais diversos setores da cadeia produtiva”, pontuou.

Ao tomar a palavra, o vice-presidente Mauro Campos reiterou que a conquista é da coletividade. “Não foi um CPF o responsável pelo feito, mas sim um CNPJ – a ABRAFAC , associação responsável por representar o mercado – que faz com que esta seja uma conquista coletiva”.

Ao finalizar, Campos também pediu que, a partir de agora, todos os profissionais do FM atuem como embaixadores da causa, levando o reconhecimento da profissão a todas as partes. “Assim ampliaremos, cada vez mais, a relevância do setor”, arrematou.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This field is required.

This field is required.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.