Mudança do foco de ambiente de trabalho para espaço de trabalho foi um dos conceitos apresentados.

O diretor de Marketing, Estratégia e Relacionamento com Clientes da Sodexo On-Site Brasil, Tomaz Peeters, falou sobre o papel do Facilities neste “novo normal”, situação atual vivenciada pelas empresas brasileiras após a retomada das atividades econômicas em meio à pandemia de covid-19.

A apresentação foi feita durante o primeiro dia do Congresso Brasileiro de Facility Management, Property & Workplace 2020. Na ocasião, Peeters afirmou que o papel do gestor de facilities é garantir a segurança dos colaboradores para o retorno ao trabalho, assim como o bem estar destes profissionais.

Além disso, Peeters apresentou o conceito de mudança do foco de ambiente de trabalho para espaço de trabalho. Isso porque de fato as pessoas não pararam de trabalhar, apenas mudaram o local de onde estão realizando as atividades profissionais, sobretudo durante o home office.

“Quando a gente olha antes da Covid-19, de acordo com nossas pesquisas, 61% das empresas oferecia trabalho remoto. Desses números, 58% trabalhavam até duas vezes por semana. Não existia uma prática de mais dias de trabalho remoto, esses cinco dias. Era uma prática, em São Paulo, normalmente para o dia do rodízio”, disse Peeters.

“Durante a Covid-19, 96% dos entrevistados começaram a oferecer o trabalho remoto para os colaboradores. A partir daí, começou-se a analisar que em 56% de todos os casos, trabalhar em um escritório ou começar a trabalhar de casa, são compatíveis com o trabalho remoto e não existe razão para voltar para o escritório. Isso muda a dinâmica de como enxergamos o ambiente de trabalho e nossa casa como esse ambiente”, considerou também.

Outro resultado apresentado por Peeters é que 95% das empresas pretendem adotar permanentemente a política de home office. Essa é, segundo o diretor, uma mudança drástica que já é uma realidade e requer adaptação.

Isso porque a mudança para o trabalho de casa foi considerada como boa para 70% das pessoas. Contudo, 42% dessa população não tem um espaço dedicado para trabalhar de casa, somente 58% tem. Além disso, 54% compartilham o ambiente de trabalho com outra pessoa, seja mulher, marido, crianças ou outra pessoa.

Esses resultados acabam trazendo impactos significativos para os gestores de facilities, de acordo com Peeters. Diante disso, o palestrante afirmou que é preciso garantir um bom ambiente de trabalho considerando essas condições, para que o colaborador tenha conforto acústico, ergonomia, entre outras boas experiências que proporcionam uma melhor condição de trabalho. É esta a tarefa do gestor de facilities, segundo o diretor.

“A Covid-19 veio para o facilities trazer uma oportunidade única para assumirmos um papel cada vez mais estratégico dentro das nossas organizações. Um evento como este ajuda todos nós integrantes do mundo de facilities a termos conhecimento e ficarmos mais bem preparados diante dessa nova realidade que se põe na frente da gente”, afirmou, sobre a realização do Congresso ABRAFAC 2020, que permitiu a discussão do tema.

Por Comunicação ABRAFAC

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Associe-se
Área de Associado