Tema abordado foi ‘Armadilhas do planejamento e gestão no workplace neste momento’

Por Jéssica Marques 

O presidente da ABRAFAC – Associação Brasileira de Facilities, Thiago Santana, falou sobre o tema Gestão durante a terceira edição do Workplace Management Levado a Sério. O bate-papo online foi realizado na tarde desta quarta, 6 de maio.

Santana abordou o tema sob o aspecto “Armadilhas do planejamento e gestão no workplace neste momento”. Além disso, o profissional comentou como as empresas estão se preparando para a retomada, após a neutralização da pandemia do novo coronavírus, e qual seria o “novo normal” do setor.

“Um ponto interessante, que eu comentei na segunda edição do workplace, é que sou um grande crítico do ambiente de trabalho apenas pelo ambiente do trabalho. Antes, todo mundo queria ter um escorregador no meio do lobby porque viu em uma revista. O tempo mostrou que nem todo mundo precisa dessas coisas”, comentou.

“O ambiente de trabalho precisa fazer parte da estratégia e do valor das organizações. Essa nova situação está forçando as empresas a perceberem a dinâmica dos próprios negócios. Várias companhias estão rediscutindo-os, pois estão em um momento de reorganizar e ressignificar suas relações para, a partir daí, ver quais serão os desdobramentos no espaço de trabalho. É um momento de reflexão gigantesco e de quebra de paradigmas”, completou Thiago Santana.

O presidente da ABRAFAC também afirmou que esse não é o momento de tomar decisões muito abruptas com relação ao workplace. Contudo, é preciso observar os aprendizados que vão surgir deste momento, que é passageiro, para aplicar mudanças criativas e vantajosas a longo prazo.

Além disso, Santana ressaltou que é essencial fazer uma análise de forma mais calma das novas formas de trabalho após a normalização. Assim, é preciso pensar nestes aspectos no longo prazo, em vez de esquecer deste período e fingir que nada aconteceu.

“As empresas de facilities vão ter que analisar e propor mudanças no ambiente de trabalho que reduzam os custos operacionais fixos”, avaliou ele. Isso porque, neste período de isolamento social, muitas funções estão sendo feitas de maneira mais econômica, prática e eficiente, o que pode ser levado como rotina no futuro das empresas.

No debate online, representando a empresa Turner & Townsend, Aline Mak também comentou como as empresas podem evoluir neste período.

“O workplace nunca foi discutido tanto como hoje. Isso remete à questão do planejamento, o que fazer com o escritório hoje e, além disso, planejar a volta ao trabalho. Antes, já era uma tendência o smartbuilding para maior eficiência na operação, agora, as empresas que ainda não estão preparadas para isso, estão sendo obrigadas a refletir o ambiente de trabalho”, avaliou Aline.

O tema também foi abordado sob aspectos trazidos por perguntas dos participantes. Assim, profissionais de diversas empresas puderam apresentar visões e compartilhar experiências que estão sendo vividas durante este período de mudanças.

O debate online foi promovido por Flávio Pimentel, da empresa Neowrk, com participação de quase 200 profissionais. A edição foi feita pela internet por conta das medidas de distanciamento social realizadas em razão da pandemia do novo coronavírus.

O momento se mostrou oportuno para a realização de discussões sobre Workplace Management, devido à implementação do trabalho remoto e outras mudanças na rotina das empresas por conta das restrições impostas em meio à pandemia.

“Estou nesse trabalho de criar um fórum de empresas e pessoas. A intenção de criar esse tipo de evento é sempre tirar o foco de interesses comerciais e colocar na pauta temas relevantes para o setor, sobretudo o desafio da gestão neste momento, mediante a pandemia do novo coronavírus”, afirmou Pimentel.

 

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Associe-se
Área de Associado