“Toda associação tem que ter o respaldo dos seus associados para que possa representá-los adequadamente. A profissão cresceu e ganhou corpo. Hoje não é mais uma profissão desconhecida para a maioria da população. Representar seus associados, gerar conhecimento através de pesquisas e estudos e disseminá-los, incentivar o intercâmbio profissional, promover a profissão e seus profissionais são entre tantas outras atribuições importantes para uma associação. Nos seus 16 anos de existência, a ABRAFAC – Associação Brasileira de Facility Managment, Property & Workplace demonstra ser tão forte como forte e robusto é o segmento de profissionais que representa.”

É com esse pensamento que Francisco Abrantes, um dos idealizadores da ABRAFAC, é membro ativo, que se dedica às atividades de forma constante. O histórico de Abrantes é vasto e teve início antes mesmo de a história da associação começar.

“Faço parte do grupo idealista que decidiu fundar a ABRAFAC com reuniões que começaram em 2003 e avançaram até o seu lançamento em 2004. Estava no GRUPAS (onde permaneço até hoje), que juntamente com o GAS e a primeira turma de MBA da USP em Gerenciamento de Facilidades, resolveram fundar uma associação que nos representasse formalmente e fosse o elo agregador e fonte de disseminação de conhecimento e formação. Algumas das reuniões pré-lançamento aconteceram na então empresa que eu trabalhava na ocasião”, conta Abrantes.

“Fiz parte da primeira diretoria executiva, como Diretor Tesoureiro (na ocasião nominado como 1º Tesoureiro). Na época não tínhamos sequer sede formal, o nosso endereço ficava na zona sul de São Paulo, em um local cedido por um parceiro. O telefone da ABRAFAC era em meu nome pessoa física. As nossas reuniões se estendiam até altas horas da noite, em um período de muito esforço, que somente o sonho aliado ao idealismo, compensavam a falta de recursos e condições”, detalha.

Abrantes conta que, com o passar dos anos, o grupo foi se solidificando e transformando-se no sucesso que a ABRAFAC representa atualmente no setor. Em sua segunda gestão, continuou na diretoria executiva como vice-presidente e foi responsável pelas relações internacionais.

“Com uma aproximação com o IFMA, fomos convidados a fazer parte do recém-lançado GlobalFM – ‘associação das associações de FM’, baseada em Bruxelas, englobando na época somente as associações fundadoras – IFMA (USA), FMA (Austrália), ARSEG (França), BIFMA (Inglaterra), HFMS (Hungria) e nós da ABRAFAC integrando-se em primeira-mão a esse seleto grupo, em uma reunião realizada em Oxford em 2008, sendo a primeira associação não fundadora a se associar”, relembra.

É com histórias como esta que a ABRAFAC celebra os 16 anos completados em julho. Assim, nada mais justo que homenagear aqueles que são parte essencial de toda essa história de sucesso, na série Perfil ABRAFAC. Abrantes está entre os membros que contribuem desde o início para tudo acontecer.

O executivo estava presente quando a associação lançou a Revista ABRAFAC em parceria com a Flex Editora – Revista Office Style, com o objetivo de disseminar o conhecimento gerado pelos associados, compartilhando especialmente os trabalhos apresentados no Prêmio ABRAFAC, entre outros assuntos. A tiragem dessa revista era de 20 mil exemplares por edição.

“Durante essa gestão e como presidente executivo, ministrei palestra no WWP IFMA em Atlanta/USA, falando sobre os desafios de se fundar uma associação num país onde a profissão não é ainda reconhecida pela maioria dos seus profissionais. Neste mesmo ano, participei como palestrante e da mesa organizadora, no evento do GlobalFM, compartilhando as experiências da ABRAFAC durante seus primeiros 5 anos de existência. Dessa forma, julguei ter encerrado um ciclo de contribuição efetiva para a ABRAFAC junto à diretoria executiva, momento de me retirar e ir para o Conselho. Desde minha saída da diretoria executiva, venho me elegendo sucessivamente como Conselheiro, fiz parte dos Conselhos Deliberativo e Fiscal, intercaladamente, presidindo por duas vezes o Conselho Fiscal da ABRAFAC”, detalha.

Carreira

Atualmente, Abrantes é Diretor Executivo na empresa Mineração Santa Rita Ltda. Atua no setor desde 1990, passando por empresas como Interclinicas Assistência Médica, ADP Brasil, Comgás, Rede Bandeirantes de Rádio e TV, JLL e Permafrost PM USA.

Abrantes é graduado em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão de Pessoas e Gerência Financeira, com MBA pela IPEP / University of Dallas. Também foi presidente do GRUPAS – Grupo de Profissionais de Serviços.

“Em 2017, lancei o livro Gerenciamento de Facilities e Properties em um evento com a participação do Board do IFMA e ABRAFAC em São Paulo. Nesse livro, trago a história do FM no Brasil e seus desdobramentos, contando com a participação e contribuições de amigos e parceiros ao redor do mundo. Atualmente, auxilio a ABRAFAC, eleito para o Conselho Fiscal, onde estou como presidente dessa gestão”, relata Abrantes.

Na visão do executivo, o Facility Management é estratégico e tende a crescer ainda mais diante dos desafios que o “novo normal” trará para as empresas de um modo geral. É área de meio, atuando no backoffice para que a empresa tenha condições de atender suas demandas no prazo e custos adequados.

“Apesar dessa importância, nem todos dentro da empresa se dão conta dessa relevância. Funcionamos como o baixo numa banda, enquanto o baterista, saxofonista, guitarrista dão seus respectivos shows, o baixo continua lá sem ser notado, mas experimente tirá-lo da banda…. O ritmo acaba”, avalia.

“A área é feita de pessoas, a importância da área só é efetivada porque temos profissionais comprometidos e capacitados para realizar o feito e entregar o prometido. Cada vez mais nossos profissionais se capacitam e agregam mais e mais valores para o segmento, demonstrando como podemos contribuir de forma efetiva e direta para os resultados da empresa como um todo. Uma economia produzida em qualquer processo ou execução de projeto é lucro certo (alguns dizem que é economia, eu prefiro direcionar para o bolso dos acionistas) direto para a empresa, fortalecendo os resultados”, conclui.

Por Jéssica Marques/Foco 21 Comunicação

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Associe-se
Área de Associado