Aulas presenciais estão suspensas, mas cursos foram convertidos para online. O portal ABRAFAC entrevistou a empresa para a série que aborda como o Setor de Facilities está atuando para enfrentar a pandemia.

Por Jéssica Marques 

A pandemia do coronavírus afetou a educação brasileira de forma geral. Instituições públicas e privadas precisaram suspender as atividades presenciais, pois as salas de aula representam um risco de contaminação, por conta da aglomeração de pessoas.

A FS Educa mostrou-se preparada para adaptar a forma de ensinar. De acordo com a CEO Fátima Sousa, toda a equipe já possuía notebook e celular para o trabalho, portanto, a transição foi tranquila.

Para os alunos, as opções foram colocadas de modo a não prejudicar o andamento dos estudos. Assim, as aulas continuam normalmente em ambiente virtual.

“Alguns cursos foram postergados, mas antes deixamos os alunos à vontade para escolherem se desejavam postergar ou devolvíamos o dinheiro e para uma das turmas, que optou por postergar, concedemos o acesso gratuito à plataforma de videoaulas a fim de já estudarem antes de retomarmos o curso presencial. Como estávamos também com uma turma presencial à noite, conversamos com os alunos para que pudéssemos converter o curso em online – real time, a fim de não serem prejudicados e terminarem o curso no prazo previsto”, explicou Fátima.

Confira a entrevista, na íntegra:

Portal ABRAFAC – Como a empresa está lidando com a pandemia do novo coronavírus que vivemos, atualmente?

Fátima Sousa – Nossa empresa já estava preparada para home office, portanto nesse caso foi mais fácil. Com relação aos cursos, continuamos com vídeos aulas e com as aulas Real Time. Estávamos com uma turma presencial à noite que aceitou convertermos em online – real time, portanto a turma continua normalmente.

Portal ABRAFAC – Quais medidas foram tomadas para evitar a proliferação do vírus entre funcionários, alunos e parceiros?

Fátima Sousa – Durante a última semana antes de fecharmos o escritório, já havíamos suspendido as aulas presenciais na semana anterior e toda a nossa equipe já vinha de carro ou de aplicativo a fim de não utilizar transporte público.

Portal ABRAFAC – Que mudanças em processos da FS EDUCA foram feitas por conta da pandemia e das medidas de isolamento?

Fátima Sousa – Como temos notebooks e celulares para toda a equipe a transição para o home office foi tranquila. Continuamos realizando nossas reuniões de alinhamento semanalmente via plataforma Zoom e frequentemente nos comunicamos pelo WhatsApp.

Portal ABRAFAC – Como os cursos presenciais foram adaptados para que os alunos não fossem prejudicados?

Fátima Sousa – Alguns cursos foram postergados, mas antes deixamos os alunos à vontade para escolherem se desejavam postergar ou devolvíamos o dinheiro e para uma das turmas, que optou por postergar, concedemos o acesso gratuito à plataforma de videoaulas a fim de já estudarem antes de retomarmos o curso presencial. Como estávamos também com uma turma presencial à noite, conversamos com os alunos para que pudéssemos converter o curso em online – real time, a fim de não serem prejudicados e terminarem o curso no prazo previsto.

Portal ABRAFAC – Como serão feitas as atividades que demandam a presença do aluno em sala de aula?

Fátima Sousa – As aulas tiveram de ser adaptadas, mas nossos professores já estão acostumados a ministrarem aulas via online, portanto, não houve problemas.

Portal ABRAFAC – Houve alguma alteração no ritmo do trabalho administrativo? Quais?

Fátima Sousa – A única alteração é que agora não tomamos café juntas… Todos os dias fazíamos um café pela manhã e um à tarde para descontrairmos. Agora fazemos em casas separadas.

Portal ABRAFAC – O que a FS EDUCA pode tirar de lição com este período?

Fátima Sousa – Que temos de estar preparados para tudo, termos planos de contingência B, C, D e assim por diante, além de sermos ajustáveis às emergências.

Portal ABRAFAC – Alguma mudança adotada para este momento de quarentena será mantida após a normalização da rotina?

Fátima Sousa – Iremos adotar pelo menos dois dias por mês em home office ou mais até nos sentirmos confortáveis para isso. As aulas real time também continuarão em mais cursos assim conseguiremos atender profissionais de Facilities de todo o Brasil.

Portal ABRAFAC – Ainda está sendo feito algum atendimento presencial? De que maneira?

Fátima Sousa – Nenhum. Fechamos a empresa neste período. Não queremos fazer com que nossa equipe e nossos clientes corram riscos desnecessariamente.

Portal ABRAFAC – Até que ponto home office apresenta-se como uma solução nas áreas de atuação da empresa?

Fátima Sousa – No nosso caso, em razão do decreto de 22/03 tivemos de suspender nossas atividades presenciais, porém, elas foram facilmente convertidas para remotas. A equipe continua exercendo suas funções normalmente utilizando telefone, e-mail e reuniões online.

Portal ABRAFAC – E quanto às ações de conscientização da população, como estão sendo feitas?

Fátima Sousa – Incluímos aviso em nosso site e quando nos contatam, explicamos como está nosso atendimento atualmente.

Portal ABRAFAC – Qual é o impacto do coronavírus nas empresas de facilities, em geral?

Fátima Sousa – Percebo que neste momento a função de Facilities está bem valorizada. São os profissionais de Facilities que coordenam as desinfecções das áreas, providenciam as manutenções, até porque tem muita gente trabalhando remotamente, mas também tem muita gente que não conseguiu parar e Facilities é responsável por manter os ambientes operantes. Portanto, tem muito trabalho sendo feito.

Portal ABRAFAC – E na educação?

Fátima Sousa – No caso de instituições educacionais que não estavam preparadas para aulas online, acredito que deve ter sido um problema maior, porque tiveram de realizar muitas adaptações.

Portal ABRAFAC – De modo geral, como a FS EDUCA está sendo afetada por este período?

Fátima Sousa – Nosso maior desafio é que nosso público gosta muito das aulas presenciais. Nossa infraestrutura é muito bem preparada para acolher nossos Clientes com mobiliário e tecnologia de última geração. Estamos com as aulas online (real time) e as vídeos aulas a todo o vapor, mas também com uma lista grande de pessoas que estão somente esperando esta situação passar para assistirem as aulas presenciais.

Portal ABRAFAC – Que medidas criativas a empresa tomou para lidar com os problemas que surgiram em decorrência da pandemia?

Fátima Sousa – A fim de manter nossos seguidores atualizados, criamos uma série de webinars desde janeiro e isto nos ajudou muito agora também. Fizemos parceria com a Associação Portuguesa de FM (APFM) e com empresas de outros países a fim de trazermos conhecimento inovador e atual. Além disso, já contávamos com nosso Facilities News, um informativo que liberamos todas as sextas-feiras para nossos seguidores, com novidades, eventos e vagas do mercado. São ferramentas que já tínhamos, mas que agora foram muito reforçadas. Também criamos um projeto voluntário: um curso de Inglês gratuito para nossos alunos ministrado por amigos e outros alunos, que se disponibilizaram voluntariamente para ajudar neste momento.

Portal ABRAFAC – Que outras soluções estão sendo aplicadas para diminuir os impactos no funcionamento da FS EDUCA?

Fátima Sousa – Temos dois grandes compromissos: manter a comunicação e a motivação entre nossa equipe, garantindo que neste período estará em casa e segura e manter a empresa ativa. Negociamos com nossos fornecedores descontos ou suspensão de contrato temporariamente ou postergação de pagamento, desde que fosse bom para ambas as partes. Teve fornecedor que não aceitou e nesse caso respeitamos sua decisão. Só quem sabe o que o outro está passando, é ele mesmo.

Portal ABRAFAC – Diante do atual cenário, de que forma o setor de facilities pode contribuir no enfrentamento dessa crise?

Fátima Sousa – A liderança de Facilities deve manter o equilíbrio emocional e passar isso para suas equipes. Aproveitar este momento que está sendo observado (e valorizado) e realizar um excelente trabalho utilizando-se de sua competência e de seu networking no que for preciso para ajudar.

Portal ABRAFAC – Em sua visão, essa crise é comparável a alguma outra que o setor de facilities já viveu? Por quê?

Fátima Sousa – Esta crise é nova para todo mundo, principalmente para os brasileiros que não estão acostumados com terremotos, furacões ou tsunamis. Devemos aprender muito com esta situação. Nada é por acaso. Tudo tem um propósito. Qual o propósito desta situação ser global? Temos de pensar nisso. E os profissionais de Facilities devem se preparar para gestão de riscos e crises, porque esta pode não ser a primeira e nem a última.

Portal ABRAFAC – O que você tem a dizer para os profissionais da empresa que estão atuando na linha de frente diariamente?

Fátima Sousa – Parabéns pelo seu trabalho! Muito orgulho de vocês que deixam suas famílias para se dedicarem ao próximo. Vamos ficar em casa e rezar para que vocês e suas famílias sejam abençoados com muita saúde. Gratidão por trabalharem por nós!

Portal ABRAFAC – E qual recomendação faz para a sociedade?

Fátima Sousa – Fiquem em casa! Vejam o que aconteceu na Itália e outros países onde as pessoas decidiram tarde demais pelo isolamento social. Vamos aprender com eles. Veja mais aqui e aqui.

COLABORADOR

A assistente da FS Educa Adriana Costa também relatou ao Portal ABRAFAC como está lidando com as mudanças impostas pela pandemia do novo coronavírus. Na visão da profissional, é um momento de incertezas, mas também de oportunidades.

Confira a entrevista, na íntegra:

Portal ABRAFAC – Como está sendo para você atuar nessa pandemia em que vivemos atualmente?

Adriana Costa – Para mim está mais tranquilo, porque a empresa optou para que todos ficassem em casa trabalhando.

Portal ABRAFAC – Você está preocupada com o novo coronavírus? Por quê?

Adriana Costa – Todos estão preocupados, porque tivemos de nos recolher e de certa forma isolados de nossas famílias e amigos. Além disso, há a incerteza de até quando isto irá durar.

Portal ABRAFAC – Na sua visão, qual o papel do Facility Management no combate à proliferação do vírus?

Adriana Costa – A equipe de limpeza agora está com um papel muito mais importante nas empresas, porque são os responsáveis por higienizarem de forma segura os ambientes sem saberem ao certo contra o que estão lutando. E o Facility Manager tem de garantir que os ambientes, onde ainda há pessoas trabalhando, estejam seguros e operantes.

Portal ABRAFAC – Como o seu trabalho contribui para o país neste momento de crise?

Adriana Costa – Estou contribuindo com meu país realizando minhas atividades em casa com o mesmo comprometimento de quando realizava nas instalações da empresa.

Portal ABRAFAC – Qual a importância da educação neste período?

Adriana Costa – Neste momento, as pessoas que estão em casa podem aproveitar para se capacitarem para assim que esta crise passar estarem bem mais qualificadas. As oportunidades continuam surgindo. Temos recebido muitos anúncios de vagas e alguns alunos já foram contratados, portanto, quem estiver mais bem preparado, superará esta situação.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Associe-se
Área de Associado