fbpx
Publicado em: 18/07/2022

A Lei no 13.589, de 4 de janeiro de 20181, determina que todas as edificações de uso público e coletivo, que apresentam ambientes de ar interior climatizado, devem dispor do chamado Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) para os seus sistemas de climatização, a fim de eliminar ou minimizar riscos potenciais à saúde dos indivíduos.

Contudo, mais do que uma obrigatoriedade definida por lei, a elaboração do PMOC nas organizações representa um instrumento de Facility Management, no sentido de articular as diretrizes executivas para os sistemas de ar-condicionado dos espaços de trabalho das companhias, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte.

O documento precisa ser efetivado na prática para que atinja os seus objetivos, a saber: conforto térmico das pessoas, pleno funcionamento dos equipamentos, gestão de recursos, sustentabilidade e preservação do patrimônio e da biossegurança dos ocupantes. Além do mais, a efetividade do PMOC em si e a capacidade das empresas de garantir que ele está sendo cumprido são ações importantes para eventuais processos de auditoria e de fiscalização externa.

Esse Plano precisa se apoiar em um conjunto de normas, padrões e regulamentações que levam em conta as determinações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)2 e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)3.

O PMOC no Facilities Management

O desafio de colocar o PMOC em prática envolve a demanda de acompanhar os informes de falhas, a necessidade de verificação, manutenção e limpeza, além de outros dados pertinentes aos mecanismos de climatização das instalações. É necessário, assim, administrar, por exemplo, todas as manutenções periódicas e programadas, preventivas e corretivas, que são exigidas nos condicionadores de ar.

Implementar o PMOC e garantir a aplicação de suas resoluções são atividades de gestão de infraestrutura desafiadoras, especialmente em organizações cujas instalações possuem sistemas de climatização amplos e complexos. Complexos porque, frequentemente, são muitas as especificidades, visto que uma mesma companhia pode ter, por exemplo, mais de um tipo de sistema de ar-condicionado, o que significa gerir as manutenções de forma heterogênea.

Na gestão da infraestrutura, a criação de um sistema eficaz de monitoramento pode viabilizar tomadas de decisão informadas para fazer substituições de equipamentos ou detectar a qualidade dos serviços de manutenção. Por exemplo, se esse sistema apontar que um mesmo aparelho apresenta a demanda recorrente de manutenção corretiva, é sinal de que, possivelmente, ele precise ser trocado ou que receba uma atenção especializada, com o intuito de diminuir a necessidade desse procedimento.

Assim, é possível fazer deliberações, de maneira assertiva, com vistas à otimização dos recursos. Pode-se viabilizar, ainda, a gestão de um estoque de equipamentos que, eventualmente, serão recuperados e reaproveitados, parcial ou totalmente, em determinadas ocasiões; indicando uma capacidade de administração sustentável desse importante patrimônio das companhias.

O PMOC e o ideal de sustentabilidade

O monitoramento da efetivação do PMOC em uma organização representa a possibilidade de gerar economia, uma vez que as manutenções preventivas, feitas de modo adequado e no tempo certo, tendem a evitar despesas atípicas, como quando repentinamente é necessário trocar peças ou realizar grandes reparos.

As manutenções preventivas, indicadas no Plano, são capazes de aumentar a vida útil de cada equipamento ou, ao menos, de garantir que ele alcance o tempo esperado. Esse processo evita, dessa maneira, o descarte excessivo de equipamentos eletrônicos em um curto espaço de tempo, além de permitir certa estabilidade no consumo de energia elétrica. É importante lembrar que os condicionadores de ar liberam hidrofluorcarbonos (HFC), um dos gases responsáveis pelo aquecimento global, esse é apenas mais um dos motivos pelo qual a manutenção preventiva dos condicionadores de ar é essencial para a preservação do Meio Ambiente.

Os custos previstos no orçamento operacional da empresa podem se transformar em investimentos, os quais geram retorno para a companhia, tendo em vista que as corretas manutenções preventivas evitam as corretivas, que podem ser frequentes em alguns casos. É razoável considerar, assim, que o acompanhamento do PMOC promove a eficiência dos condicionadores de ar, com maior qualidade e menor custo possível, e menores impactos ambientais.

Em resumo, assegurar a vida útil dos equipamentos, a segurança e o bem-estar das pessoas, economizar energia elétrica e recursos de manutenção corretiva são ações sustentáveis por excelência, em um contexto no qual a sustentabilidade é a palavra de ordem do momento, em todo o mundo.

***

Ações simples e de baixo custo, muitas vezes, podem se configurar como alternativas eficazes para a implementação de instrumentos de gestão. Os desafios de administrar a infraestrutura de uma organização precisam ser apoiados por sistemas eficientes, que comuniquem e sistematizem informações para que seja possível manter a qualidade e a utilidade dos espaços físicos destinados à atividade de trabalho.

Garantir a qualidade de um serviço de climatização acarreta múltiplos benefícios, favorecendo a produtividade no trabalho e a proteção dos colaboradores, principalmente em relação à comodidade promovida por um ambiente devidamente climatizado e ao conforto respiratório desses indivíduos.

Essa preocupação é ainda mais relevante se considerarmos os contextos excepcionais, como os de surtos e epidemias que causam, em especial, sintomas e complicações no trato respiratório; já que as manutenções de AC visam também eliminar a propagação de microrganismos causadores de doenças.

Ainda que seja possível identificar muitas vantagens sensoriais acerca da efetivação dos procedimentos do PMOC, o fato é que um sistema de gerenciamento do mesmo consiste em uma ferramenta de gestão muito eficiente e útil, no sentido de permitir a administração de recursos, do patrimônio e dos serviços de infraestrutura vinculados aos sistemas de climatização das unidades prediais.

Fontes consultadas

1 BRASIL. Lei no 13.589, de 4 de janeiro de 2018. Dispõe sobre a manutenção de instalações e equipamentos de sistemas de climatização de ambientes. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 5 jan. 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/l13589.htm. Acesso em: 17 jun. 2022.

2 BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução da Diretoria Colegiada – RDC n° 9, de 16 de janeiro de 2003, determina a publicação de Orientação Técnica elaborada por Grupo Técnico Assessor, sobre Padrões Referenciais de Qualidade do Ar Interior, em ambientes climatizados artificialmente de uso público e coletivo, em anexo. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 jan. 2003.

3 ASSOCIAÇÃOBRASILEIRADENORMASTÉCNICAS.ABNTNBR13971:sistemasderefrigeração, condicionamento de ar, ventilação e aquecimento — manutenção programada. Rio de Janeiro: ABNT, 2014.

page3image35910784

Juliana Pereira de Siqueira

Graduada em Engenharia de Produção e pós-graduada em Gerenciamento de Projetos. Possui especialização em Gestão de Facilities e MBA em Infraestrutura. Com 12 anos de experiencia na execução de obras civis e manutenção, trabalhou para empresas de médio e grande porte como Arcelor Mittal, Canopus, Brookfield, Tratenge. Atualmente, é Coordenadora de Infraestrutura da Energisa, em Campo Grande - MS, onde conquistou o prêmio Destaque Facilities 2021, além do 3º lugar no Prêmio ABRAFAC Melhores do ano 2021, na categoria Jurídica.

Caso você tenha interesse de que seu artigo também seja apresentado no site da ABRAFAC, encaminhe por e-mail para secretaria@abrafac.org.br
Compartilhe nas redes sociais

4 Respostas para "Porque a implementação do PMOC pode favorecer o Facilities Management e a sustentabilidade"

  1. Nicole Jochins Uemura 4 semanas atrás

    Juliana, parabéns pelo artigo!

    É um tema muito importante para FM e você tem feito um trabalho excepcional dentro da Companhia de Energia.

    Muito feliz em ver constantemente seu empenho, dedicação e assertividade em temas tão relevantes para o bem estar dos colaboradores, cumprimento de regras e satisfação do seu cliente interno.

  2. Excelentes apontamentos, uma visão ampla e sucinta… Parabéns Juliana, todo sucesso do mundo!!

  3. José vitor de oliveira da silva 4 semanas atrás

    Ótimo post, Parabéns Juliana!!

  4. Rayane Santos 4 semanas atrás

    Ótimo Post.
    Parabéns Juliana!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Associe-se
Área de Associado